A FORMA DA REALIDADE: a trajetória de Samila em Porto Novo

Código: N99HVHUUM

Autor: Maurícia Mees

Editora: Editora Schreiben

Ano de Publicação: 2021

Número de páginas: 80

 

Sinopse:

O projeto de colonização Porto Novo (compreendido pelos atuais municípios de Itapiranga, São João do Oeste e Tunápolis) foi idealizado em 1926 pelo Volksverein – Sociedade União Popular – e distinguiu-se dos demais modelos de colonização pelas suas especificidades de formação e povoação: recebeu exclusivamente alemães católicos. O discurso da homogeneidade étnica e religiosa foi o principal artifício usado pela companhia colonizadora para atrair compradores
de terras a Porto Novo. Centenas de famílias, oriundas principalmente das colônias velhas do Rio Grande do Sul foram atraídas à terra do futuro por meio de propagandas.
“Aqui deverá se formar um núcleo fechado de agricultores católicos de origem alemã”, dizia o manual de propagandas publicado pelo Volksverein em 1933, cujo propósito era formar uma colonização étnica e religiosamente homogênea, livre de intrigas e confusões de
qualquer natureza, como sugeriam as dezenas de anúncios publicitários veiculados em revistas e jornais impressos em idioma alemão.
Samila, uma menina nascida em Porto Novo na década de 1940, é a personagem que ganha vida nos escritos de Maurícia Mees. Samila é a forma da realidade de uma menina/mulher que nasceu numa família de agricultores. Na infância teve o sorriso roubado por algo que sequer imaginava que existia. Da adolescência carrega as lembranças do preconceito e do trabalho na lavoura; da juventude as recordações de uma grande paixão. O relacionamento, porém, foi interrompido e Samila encaminhada ao convento. Casar com um rapaz moreno e pobre seria vergonhoso demais para a família. Que seguisse a vida religiosa!
Hoje, aos oitenta anos, Samila figura como personagem neste livro, um relato emocionante sobre as marcas deixadas na vida de uma menina por um modelo coletivo de agir em Porto Novo, uma colonização planejada para ser uma comunidade orante e socialmente perfeita. A realidade vivida por Samila contrasta com o sonho cristão que constava nos manuais de propagandas do projeto de colonização.

Pague com
  • Mercado Pago
  • Mercado Pago
Selos
  • Site Seguro

Leandro Mayer - CPF: 004.558.610-13 © Todos os direitos reservados. 2022